Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

Notícias do Varejo

09
Fevereiro 2018

Inflação de janeiro (0,29%) é a menor desde o Plano Real, em 1994

A queda de 4,73% no custo da energia elétrica em janeiro deste ano foi o principal freio da inflação oficial (0,29%) de janeiro, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

 

Segundo o IBGE, o recuo das tarifas foi provocado pelo fim da cobrança do adicional de R$ 0,03 para cada quilowatt-hora (kWh) consumido referente à bandeira tarifária vermelha patamar 1, que vigorava em dezembro.

 

A queda do preço da energia elétrica também foi impactada pela redução da alíquota do PIS/Cofins (Programa de Integração Social/Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) em algumas das regiões pesquisadas. 

 

Com uma inflação de 0,29%, o IPCA teve a menor taxa para meses de janeiro desde o Plano Real, iniciado em 1994.

 

Os gastos com habitação, que incluem a energia elétrica, tiveram uma deflação (queda de preços) de 0,85%. O grupo de despesas vestuário foi outro que acusou deflação (-0,98%).

 

A alta de preços de 2,44% na gasolina foi a principal responsável pela inflação de 0,29% medida pelo IPCA em janeiro. 

 

Outro combustível cuja alta de preços impactou o IPCA foi o etanol, com aumento de preços de 3,55%.

 

Já os preços dos alimentos subiram 0,74% em janeiro, acima da alta de 0,54% de dezembro. O principal responsável por esse movimento foi a alimentação para consumo em casa, que passou de uma inflação de 0,42% em dezembro para 1,12% em janeiro.

 

Entre os alimentos que mais subiram de preços em janeiro estão o tomate (45,17%) e a batata-inglesa (10,85%).

Mais notícias e eventos

SINDIVAREJISTA DF

Setor Comercial Sul (SCS)
Quadra 06 Bloco "A" Lote n° 206
Edifício Newton Rossi - 4° Andar

Lojista, como deseja receber nossos informativos?

SINDICATO FILIADO À FECOMÉRCIO